podcast

de doer por teu amor

de doer por teu amor

lança-te a mim demônio
come tudo mastiga e engole
logo regurgita-me por intriga
não importa se não suportas
o fardo do amor
ainda me fazes a mais bonita
a mais maldita a mais mulher

amordaça-me malfeitor
sacia a fome que sinto de ti
vivo cansada de doer por teu amor

monstro cruel
a ti interessa 
castigar-me sem pressa
e tua cegueira te guia 
ao veneno do teu fel
se sou o teu fim

lança-te a mim demônio
o tanto que quiseres
o que for preciso
eu te aguento
estou preparada
estende em mim tua onda furiosa
de impiedoso inverno
congela-me o ar
vivo cansada de doer por teu amor

tuas garras meus pulsos
o prazer de sangrar
vivo cansada de doer por teu amor

wasil sacharuk

www.inspiraturas.org

rasgando e reunindo

rasgando e reunindo percorro minha vida a te navegar pelas águas que pairam a me refletirem e desbravo-te pelo louco querer o laço da tua vi...