A poesia delira ao diapasão e, logo, intenta aos acordes da lira. Poesia que tanto descreve saliva de beijo, bem como a imagem do pensador com o queixo poisado nos dedos. Poesia pode andar no eixo para não ouvir queixa, mas pode andar fora e criar desavenças. Há poesia das crenças, poesia do lixo, poesia pretensa, poesia das gentes, poesia dos bichos. Ela é o amálgama do mundo, verte por tudo. É ofício dos nobres, sedução dos espertos, marofa dos pobres e sina dos vagabundos. Também vive escondida na língua dos analfabetos. Poesia é isso tudo e mais outro tanto, no entanto, poesia não é absurdo. Absurdo é querer-se mudo; absurdo é querer-se surdo; absurdo é querer-se cego. (Tudo e mais outro tanto - sacharuk)

OFICINA DE ESCRITA LITERÁRIA INSPIRATURAS - on line e presencial - novos desafios - inscreve-te! Integra conceitos, técnicas e inspiração em desafios lúdicos e escreve poesia, crônicas e contos

segunda-feira, 27 de julho de 2020

ponte para o retiro

ponte para o retiro

quero cruzar pela ponte
que interliga horizontes
leva ao céu tal escada
enrosca na crosta do mundo
lá no fim disso tudo

e lá encontro o início do nada

quero planar nas estradas
asfaltos, vielas e trilhos
verei sedentários e andarilhos
nos cantos das ruas
sob a mesma lua

com a mente resignada

quero alma elevadiça
visão privilegiada
ver de longe a injustiça
as mentiras e a cobiça
a dignidade ultrajada

decerto vi isso antes

quero montar elefantes
não deixar minhas pegadas
gravadas pelos caminhos
para evitar emboscadas
dos espíritos dissonantes

e trilhar o universo sozinho

sacharuk

Imagem: Sonho Causado Pelo Voo De Uma Abelha Ao Redor De Uma Romã Um Segundo Antes De Acordar, Salvador Dalí, 1944

2 comentários:

  1. Para evitar emboscadas
    dos espíritos dissonantes...

    Garrei um ódio por não ter essa verve que tu tens, Poeta. Por isso leio-te. assim satisfaz-me a alma endurecida.

    grande abraço.

    ResponderExcluir
  2. Êh...alguns poemas nos levam mesmo...
    Quero andar acima das estradas
    dos asfaltos, vielas e trilhos
    verei sedentários e andarilhos
    dormindo nos cantos das ruas
    estarei muito próximo à lua..........neste, senti até a frieza da alva pele dela! lindo!

    ResponderExcluir