A poesia delira ao diapasão e, logo, intenta aos acordes da lira. Poesia que tanto descreve saliva de beijo, bem como a imagem do pensador com o queixo poisado nos dedos. Poesia pode andar no eixo para não ouvir queixa, mas pode andar fora e criar desavenças. Há poesia das crenças, poesia do lixo, poesia pretensa, poesia das gentes, poesia dos bichos. Ela é o amálgama do mundo, verte por tudo. É ofício dos nobres, sedução dos espertos, marofa dos pobres e sina dos vagabundos. Também vive escondida na língua dos analfabetos. Poesia é isso tudo e mais outro tanto, no entanto, poesia não é absurdo. Absurdo é querer-se mudo; absurdo é querer-se surdo; absurdo é querer-se cego. (Tudo e mais outro tanto - sacharuk)

OFICINA DE ESCRITA LITERÁRIA INSPIRATURAS - on line e presencial - novos desafios - inscreve-te! Integra conceitos, técnicas e inspiração em desafios lúdicos e escreve poesia, crônicas e contos

domingo, 26 de julho de 2020

Exercício de contra-argumentação

Exercício de contra-argumentação 

Você perdeu seu filho num assalto e agora prega a implantação da pena de morte no país. Você foi convidado a participar de um programa televisivo, em horário nobre. Nele, estarão participando um especialista em direitos humanos, um padre da igreja católica e um ex-presidiário, todos argumentando contra o tema. Faz-se necessário, a partir da participação de cada um, que você rebata os comentários, de uma maneira persuasiva, demonstrando o seu ponto de vista. 

Especialista em direitos humanos: 
Não pode haver pena de morte porque podem acontecer erros e pessoas inocentes podem ser prejudicadas. 
A pena de morte não resolverá nada. Os EUA são a prova disso. 
As pessoas que defendem a pena de morte assim o fazem porque não serão elas as executadas. Se um filho dessas mesmas pessoas estivesse no corredor da morte seriam as primeiras a protestarem contra a pena capital. 
Se no passado ela poderia estar certa, a pena de morte hoje em dia não tem mais cabimento. A tendência do mundo é de acabar com ela, não podemos impedir a evolução das coisas. A pena de morte não é compatível com um mundo civilizado. 
Não é possível punir os criminosos com a pena capital porque a culpa é da sociedade. A pobreza é que causa a criminalidade. São traumas psicológicos que causam o crime. 

Padre da Igreja Católica: 
Só Deus pode tirar a vida. E Ele ordenou: “Não matarás”. 
A Igreja Católica é contra a pena de morte. 
É contra os princípios cristãos. 
Não se pode abreviar a vida porque existe a possibilidade de uma graça futura ou de um arrependimento futuro. 
Jesus Cristo foi contra a pena de morte. 
Quem é contra o aborto, não pode ser a favor da pena de morte. 

Ex-presidiário: 
Um erro não justifica outro. 
É uma falta de caridade com o criminoso. 
Ninguém tem o direito de punir os criminosos com a morte. 
As penas devem ser educativas, para recuperar o criminoso, e não para vingar. 
A maioria das pessoas é contra a pena de morte.







Nenhum comentário:

Postar um comentário