A poesia delira ao diapasão e, logo, intenta aos acordes da lira. Poesia que tanto descreve saliva de beijo, bem como a imagem do pensador com o queixo poisado nos dedos. Poesia pode andar no eixo para não ouvir queixa, mas pode andar fora e criar desavenças. Há poesia das crenças, poesia do lixo, poesia pretensa, poesia das gentes, poesia dos bichos. Ela é o amálgama do mundo, verte por tudo. É ofício dos nobres, sedução dos espertos, marofa dos pobres e sina dos vagabundos. Também vive escondida na língua dos analfabetos. Poesia é isso tudo e mais outro tanto, no entanto, poesia não é absurdo. Absurdo é querer-se mudo; absurdo é querer-se surdo; absurdo é querer-se cego. (Tudo e mais outro tanto - sacharuk)

OFICINA DE ESCRITA LITERÁRIA INSPIRATURAS - on line e presencial - novos desafios - inscreve-te! Integra conceitos, técnicas e inspiração em desafios lúdicos e escreve poesia, crônicas e contos

quarta-feira, 17 de junho de 2020

Sobre a forma, por NTakeshi em www.inspiraturas.org

estou refletindo nesse ponto:

A produção de um texto é bidimensional. Há que se estar atento à forma e ao conteúdo. Enquanto proposta oficinal, a escrita criativa não busca mais do que o desenvolvimento de uma escrita personalizada e eficiente, de forma a abranger as duas dimensões. (Sacharuk)
-------------------------------------------------------------------------------------------------------

... sou muito indiciplinada quanto a buscar uma forma de apresentação... isso já faz parte da minha "escrita", uma coisa meio "pensamento-escrachado e cheio de aforismos"...
Sou fã dos Sonetos, mas é óbvio que " cabulei"nas aulas de métrica e rimas...hoje sou mais a prosa, as crônicas e outros delizes que posto ás vezes por aqui...
Esse processo de amadurecimento poético é de fato um exercício diário que começa na leitura, no conhecimento da palavra.
Sinceramente, nos improvisos...pouca coisa se salva( estou falando do meu processo de criação), é que eu gosto de "mastigar" a palavra,não a idéia implícita no mote proposto.

Tenho um exercício de criação e de desenvolvimento da sensibilidade textual que funciona comigo...quem acompanha minhas postagens sabe que procuro colocar a referência de leitura para que possam visualizar de onde surgiu a inspiração do poema ou texto... tenho um Diário específico para cada autor predileto, diário com Clarice, com Hilst e um com Pessoa - todos os textos inspirados em trechos de livros ,ou alguma palavra que "incendeia","chamusca" ou "fere"..., uma espécie de contra-poema..."um dedin de prosa"

Acredito que para se alcançar uma escrita personalizada é necessário esse "maturar-se", esse envolvimento com a palavra,um gozo literário.

Ntakeshi

Nenhum comentário:

Postar um comentário